quarta-feira, 7 de julho de 2010

Rock Sinistro

Rituais pagãos, bruxaria, adoração ao Diabo... O que isso tudo tem a ver com a origem do Rock 'n' roll? Bom, quem começou tudo isso foi Aleister Crowley. Ele foi o mais famoso ocultista da história: fundou seitas, estudou religiões pagãs e escreveu livros sobre magia, demônios e poderes ocultos. Crowley era britânico e influenciou artistas, incluindo roqueiros, até após sua morte, especialmente nos anos 70. O lema "faz o que tu queres...", da religião Telema - criada por ele - é um hit até hoje. Já Anton Lavey, fundou a Igreja Satanista, em 1966. Mas alto lá: ele e seus seguidores sempre disseram que não adoravam Lúcifer. O termo "satanista" viria da palavra "satã", que significa "oponente", e a ideia era ter uma religião baseada no eu. LaVey estudava a obra de Crowley e fazia rituais de magia vestido de diabinho e usando mulheres nuas como altar. Robert Johnson: O americano foi uma das primeiras estrelas do blues, que é uma das raízes do rock, e lançou a figura do músico amigado com o Diabo. Diz a lenda que Johnson foi a uma encruzilhada, à meia-noite, entregar sua guitarra para o capeta afinar. Esse seria o segredo do seu sucesso, cujo preço teria sido a morte prematura, aos 27 anos. Marilyn Manson o campeão de polêmica, já fez todo o tipo de provocação, de vestir-se de papa em clipes a simular sexo no palco. Não surpreende o fato de Marilyn ter se interessado por Anton LaVey e se juntado a Igreja Satanista. Porém, o artista não demorou a deixar o culto para trás.
Red Hot Chili Peppers: Ninguém diria que a banda era satanista até o discurso de agradecimento pelo prêmio MTV Award, em 1992. O vocalista Anthony Kiedis mandou: "Antes de mais nada, gostariamos de agradecer a Satã". Era uma piada, mas vá explicar isso para alguns religiosos e tradicionalistas...
Kurt Cobain: O vocalista do Nirvana apavorava em sua cidade natal, EUA, pichando frases como "Deus é gay" em caminhonetas. Não era para esperar menos de um dos expoentes do movimento grunge, um subgênero musical que explorava letras sobre insatisfação social e uma atitude de "que se dane tudo" - incluindo a Igreja.
Muitos outros roqueiros, artistas foram influenciados por isso, como Raul Seixas, David Bowie, Led Zeppelin, Rolling Stones, The Beatles, Black Sabath, entre outros...
A maioria deles utilizava a frase: "Faz o que tu queres, pois é tudo da lei", lema da religião criada por Crowley.

4 comentários:

  1. Eu amei esse blog *-*
    foi indicado a mim pelo formspergunta (:
    tô te seguindo e divulgando

    beeeijos :*

    ResponderExcluir
  2. kurt cobain não era satanista ele apenas era ateu, um homem sem fé mais ele não se impotava e não era satânico, ele tava nem ai pra religião, independente de qual fosse.

    ResponderExcluir
  3. Baah, obrigado amr *-*. Rafaella, kurt não era satanista, mas esteve entre esses.

    ResponderExcluir
  4. ele zombava de deus porém não participava de culto algum.

    ResponderExcluir